11 2626037699974-0597

Rosas Silvestres

Rosa Banksiae
(roseira miuda)
Arbusto escandente, perene, muito ramificado, com pouco ou totalmente desprovido de espinhos, muito florífero e ornamental, de 2-3 m de altura, originário da China. Folhas compostas pinadas, com 3-7 folíolos glabros e persistentes, de 3-6 cm de comprimento.
Flores longo-pendunculadas, reunidas em grupos de 2-7 nas extremidades dos ramos, com pétalas dobradas exalando perfume com odor de violeta, principalmente as amarela, formadas durante o verão.
Cultivada a pleno sol como planta isolada, ou em grupos dormando maciços ou renques, sempre próximo a suportes para que possa se fixar, em canteiros com solo rico em húmus, irrigado a intervalos. Não tolera geadas fortes.
Multiplica-se com facilidade por emio de estaquias preparadas no inverno.

Rosa Chinensis
(rosa miniatura, mini-rosa)
As espécies acima são a origem principal das roseiras de pequeno porte, de 20-40 cm de altura, conhecidas por mini-roseiras, cujas flores são vermelhas, róseas, brancas ou amarelas, formadas quase o ano todo, principalmente na primavera e início do verão.
Adequadas para vasos, bordaduras, jardineiras, ou em grupos formando conjuntos, em canteiros fertilizados, e pleno sol, permeáveis e irrigados a intervalos. Apreciam climas temperados, entretanto desenvolvem-se bem mesmo nos trópicos e subtrópicos.
Geralmente são multiplicadas por estacas preparadas no final do inverso e deixadas enraizar em ambiente protegido com umidade controlada.

Rosa x Grandiflora
(roseira-grandiflora ou rosa arbustiva)
Grupo de roseiras híbridas proveniente do cruzamento e seleção das "roseiras floibundas" com as "híbridas de chá".
São arbustos perenes de crescimento ereto, aproximadamente 1,5-2m de altura, espeinhentos, ramificados, com maior número de flores por hastes individuais, mais longas do que as das roseiras floribundas, com períodos de florescimento mais longo e mais apropriado para corte de flores.
É cultivada como planta isolada ou em conjuntos, em canteiros de terra fértil, permeável e irrigada a intervalos. É a principal e a mais antiga fornecedora de flores de corte em uso comercial no país. Desenvolve-se melhor e floresce mais intensamente em climas de temperatura amena, como no sul do país ou em regiões de altitude dos subtrópicos.
Multiplica-se por enxertia.

Rosa Luciae
(roseira-trepadeira)
Grupo de rosas híbridas originárias do Japão, apresentando ramos longos, prostrados ou ascendentes com apoio. Foi obtido também por cruzamento dessa espécie com as roseiras "híbridas de chá" e com R. multiflora Thunb, com formasdesta última espécie. Diversas roseiras trepadeiras resultaram também da mutações de roseiras dos demais grupos, principalmente das "hibridas de chá"
Inflorescências priamidais, com flores brancas, rosas, amarelas ou vermelhas, geralmente perfumadas.
São cultivadas apoiadas em paredes, muros, cercas, Pórticos ou pilares. Suportam apenas podas leves. É a mais usada para revestimento de pórticos. Seu florescimento é amis vistoso no sul do país.
É multiplicada por enxertia.

Rosa multiflora Thunb
(rosa silvestre)
Arbusto ereto, muito vigoroso, dee ramagem longa, recurvada ou ascendente, sem ou com poucos espinhos, originária da China, Coréia e Japão. Folhas compostas pinadas, com 7-9 folíolos. Folíolos elípticos levemente obovados, de margens serreadas, de 2-4 cm de comprimento.
Inflorescência terminal, cônica ou priramidal, em panícula, com muitas flores perfumadas, brancas, avermelhadas ao murchar, formadas no verão e geralmente de curta duraçao.
Espécie silvestre ou subespontânea, resistente a moléstias, cultivadas a pleno sol para emoldurar pórticos e pérgolas, de formação ideal como porta-enxerto, principalmente a variedade sem espinhos. Aprecia o frio, sendo indicado apenas para as regiões de altitude do sul do país.
Multiplica-se facilmente por estacas, principlamente se preparadas no inverso.

Rosa Rugosa
Arbusto densamente espinhento, vigoroso, muito ramificado, perene, de ramagem densa e desordenada, florífero, de 0,40 - 1,5m de altura, originária do Japão. Folhas compostas pinadas, com 5-9 folíolos tomentosos, com a face superior sulcadas nas nervuras tornando-a rugosa.
Flores solitárias ou em pequenos grupos, simples ou dobradas, terminais, perfumadas, de cor lilás, formadas durante os meses de verão e outono.
Cultivada a pleno sol, como planta isolada, ou em grupos fromando maciços e renques ao longo de cercas e muros, em solo fértil e permeável. É ótima para cerca-viva defensiva e ornamental. Aprecia o frio, sendo indicada apenas para as regiões de altitude do sul do país.
Multiplica-se facilmente por estacas, cortadas após o florescimento e postas a enraizar em recipientes individuais.



Clique para ver se entregamos no local
Insira cep da entrega para consultar: Frete e Prazo de entrega